Categoria: Mundo Cristão

Cristãos egípcios comemoram a queda de Morsi

Com a queda do regime islâmico no Egito os cristãos estão tentando uma reconciliação. O golpe militar derrubou o então presidente Mohamed Morsi, despojando o islamitas do poder político.

Os cristãos coptas comemoraram o fim do regime de Morsi, mas em carta mostraram compaixão com os muçulmanos que foram derrotados pelo golpe. “Sentimos a dor dos que se consideram derrotados e que agora temem a marginalização e alienação”, escreveu o arcebispo Angaelos, representante da Igreja Copta Ortodoxa no Reino Unido.

O bispo afirmou que este sentimento de derrota já foi sentido pelos cristãos egípcios por diversas vezes nos últimos séculos e que agora a população precisa se unir e pensar em um futuro diferente.
“Precisamos agora é de encontrar uma forma de acolher estes importantes membros da comunidade, bem como todos os egípcios, confirmando que o único caminho é o de reconciliação e unidade”.

Angaelos também escrevendo pedindo paz, para que cessem os conflitos entre muçulmanos e cristãos. “Rezamos para que não se derrame mais sangue, não haja mais luto nas famílias ou comunidades, nem mais violência e que a cooperação e colaboração se tornem princípios fundamentais ao longo deste processo formativo”, disse.

Antes da divulgação da carta, pelo menos uma igreja copta foi incendiada por islamitas enfurecidos. O ataque aconteceu na aldeia de Delgia que fica a 60 quilômetros de Mynia. No Egito os cristão são minoria religiosa, tendo 10 milhões de fiéis. A quantidade de cristãos no Egito é a maior em todo o Oriente Médio.

Fonte: Renascença

Mensagem bíblica é revelada pelo Google Earth.

O inglês Peter Gunner é um cristão dedicado. Mais de 20 anos atrás, ele teve a ideia de criar um “labirinto de árvores” que, visto de cima, lembrasse as palavras de Jesus.

Ele escolheu o texto de João 14:6 [Jesus disse: Eu sou o caminho, a verdade e a vida] e simulou no computador como faria a plantação das mudas da árvore. Decidiu dar destaque para a palavra ‘Jesus’ e abreviar os artigos em inglês “the” [o/a].
Cuidadosamente, plantou milhares de salgueiros em um campo de sete hectares, com a ajuda de alguns voluntários. As plantas foram crescendo ao longo dos anos e ele as podou cuidadosamente para que a mensagem continuasse clara.

Em tempos de internet, o esforço deste pai de cinco filhos não passou despercebido. Antes apenas os pilotos de aviões que voavam sobre sua propriedade na região de Sussex podiam ver. Mas nas últimas semanas tonou-se mais uma das “atrações” do programa Google Earth.

Em entrevista ao Daily Mail, ele explica “De certa forma, este labirinto é muito parecido com a vida, ninguém consegue ver o todo enquanto anda por ele. Você pode caminhar pela estrada da vida e tudo parece confuso quando, na verdade, só faz sentido se visto de uma perspectiva diferente.”

Gunner conta que só viu as palavras de cima em 2005, quando um vizinho que é policial deu-lhe uma foto tirada de um helicóptero.

“Há algumas coisas que eu faria diferente, alguns ajustes, mas no geral estou feliz com isso”, comemora.

Ele gosta de levar os amigos e pessoas da sua igreja local para andar pelo labirinto, mas ressalta “Toda vez que vejo um avião passar por aqui, olho para ele e faço uma oração. Espero que a pessoa que esteja vendo o labirinto seja inspirada pela mensagem.”

Confira o mapa 

Fonte: Gospel Prime

Descoberta arqueológica pode solucionar “enigma” bíblico.

Achados arqueológicos recentes podem comprovar que a cidade de Siló, antiga capital de Israel, foi destruída por um grande incêndio. Essas descobertas na região central de Israel desvendariam o mistério envolvendo a ruína dessa cidade mencionada no Antigo Testamento.

Fragmentos de um jarro de barro foram descobertos em meio a uma camada de cinzas avermelhadas. Esse é um forte indício para resolver definitivamente o enigma milenar sobre como a cidade foi destruída. Em Siló, o Tabernáculo foi colocado durante o período conhecido como “dos juízes”. O local serviu como capital de Israel e centro espiritual por 369 anos, até a sua destruição.
Após ser saqueada pelos filisteus deixou de ser a capital. A área continuou sendo habitada até 722 a.C., quando a Assíria invadiu o Reino de Israel. Atualmente, na região fica a cidade de Rosh Ha’ayin.

As Escrituras não relatam como foi o fim de Siló, mas essas descobertas comprovam que um incêndio arrasou o local. A datação do jarro aponta para o ano 1.050 A.C., que coincide com a data dos eventos descritos no livro de Samuel.
Avital Selah, diretor do sitio arqueológico de Tel Siló, disse à Agência de Notícias Tazpit que as teorias levantadas durante a escavação são semelhantes ao que se cogitou 30 anos atrás, quando restos de comida descobertos no local também apontavam para o ano 1.050 aC.

O livro bíblico de 1 Samuel narra a batalha entre filisteus e israelitas, quando a Arca da Aliança foi capturada. O livro de Jeremias e alguns Salmos confirmam que Siló foi destruída pouco depois pelos filisteus. Os estudos dos arqueólogos devem ser publicados em breve comprovando como aconteceu e pondo fim ao mistério milenar.

Com informações Huffington Post e Israel National News, como visto em Gospel Prime.

Clamor: Furacão nos Estados Unidos.

Em suas orações não esqueça de clamar por aqueles que estão sofrendo com a chegada do furacão Sandy nos EUA. Que Deus venha proteger essa nação.

Entenda:

NOVA YORK, 29 Out (Reuters) – O furacão Sandy, uma das maiores tempestades da história dos Estados Unidos, castiga nesta segunda-feira áreas densamente habitadas da Costa Leste, paralisando transportes, provocando a desocupação de áreas alagáveis e interrompendo a campanha para a eleição presidencial da semana que vem.

Ventos fortes e inundações estão previstos para um trecho de centenas de quilômetros da costa atlântica norte-americana, e há previsão de nevascas fortes mais para o interior, em altitudes mais elevadas, quando o centro da tempestade chegar à costa, o que deve acontecer na noite desta segunda-feira nos arredores de Atlantic City, em Nova Jersey.Governadores estaduais de Virgínia a Massachusetts alertaram para o grave perigo decorrente da tempestade para 60 milhões de moradores na sua rota. Dez Estados declararam situação de emergência.

Fonte: REUTERS