Blog

Uma Entrevista com Deus.

Contemplei as grandes montanhas
e admirei a maravilha da sua criação.
Vi a beleza incrível do pôr de sol,
e interroguei-me como seria Deus.
Tinha uma pergunta importante para Lhe fazer.
Virei-me para Ele,
mas não podia olhar para Deus
porque Ele habitava numa luz inacessível
Por isso, apenas clamei
Porque existe sofrimento e morte?
Ele respondeu-me da Sua palavra:
Como por um homem o pecado entrou no mundo, e a morte através do pecado, então a morte passou para todos os homens, porque todos pecaram.
Depois Ele disse,
A alma que pecar, morrerá.
Perguntei-Lhe o que era pecado,
e Ele disse-me:
Pecado é transgressão da Lei.
Então Ele bradou a Sua Lei:
Não terás outros deuses diante de mim.
Não farás para ti qualquer ídolo.
Não tomarás o nome do Senhor teu Deus em vão;
Lembra-te do dia do sábado, para o santificar.
Honra a teu pai e a tua mãe
Não matarás.
Não adulterarás.
Não furtarás.
Não dirás falso testemunho contra o teu próximo.
Não cobiçarás.
Depois vi as palavras de Jesus:
“Aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela.”
E as palavras das escrituras:
“Não sabeis que os injustos não herdarão o reino de Deus? Não vos enganeis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas…”

“Mas, quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago ardente de fogo e enxofre, que é a segunda morte.” Apocalipse 21.8
De repente apercebi-me
de que tinha quebrado a Lei de Deus muitas vezes
e seria condenado para o Inferno no dia do Juízo Final
Não apenas Deus tinha visto todos os meus pecados,
mas a minha própria consciência me condenava.
Quando perguntei a Deus o que eu precisava fazer,
Ele disse:
“Não enviei o meu Filho para condenar…”
então eu percebi
que Deus me amava tanto
que Ele providenciou o meu perdão:
Jesus sofreu e morreu por mim.
Ele levou o castigo sobre si mesmo:
Isto é o amor: não que nós amámos a Deus, mas que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho como propiciação pelos nossos pecados.
Nós quebrámos as Leis de Deus (os Dez Mandamentos),
e Jesus pagou o nosso castigo por completo.
“Deus prova o seu amor para connosco,
em que,
quando éramos ainda pecadores,
Cristo morreu por nós.”
Depois Ele ressuscitou dos mortos e venceu a morte.
Acordei subitamente do sonho
e percebi que tinha uma escolha para fazer.
Podia continuar a sonhar que Deus não estava zangado com o meu pecado.
e acabar no inferno para sempre.
ou
Podia arrepender-me e confiar em Jesus Cristo
como meu Senhor e Salvador
e receber de Deus o dom da vida eterna.

Tu tens a mesma escolha.

[simple_slideshow]

Comente algo

Deixe uma resposta