A Piscina da Graça

A Piscina da Graça

Olá, amigos e irmãos!

Hoje trago uma ilustração que nos remete ao favor de Deus sobre nós. Que você possa escolher se entregar a Jesus.

Sou uma pequena criança, que vê aquela grande piscina cheia de Graça, eu nunca entrei lá, dizem que é boa demais. Os adultos que se acham mais espertos, preferem ficar sentados em volta da piscina, apenas admirando do lado de fora o movimento da Graça.

Penso comigo que essa Graça que se move é boa demais para não sentir! Quer saber? Eu quero experimentar!

Existem alguns degraus para descer, os homens adultos dizem para mim: – Nem pense em entrar na piscina da Graça, é funda demais para alguém tão pequeno como você!

Eu pensei em voltar e brincar no parquinho do mundo, mas isso não me satisfaz mais.

Fiquei rodeando a piscina da Graça, resolvi sentar na beira, e comecei a passar os pés, parece ser tão boa, por que ninguém entra? Que desperdício! O dono não se incomoda de ninguém usar sua piscina que foi tão sacrificante para encher de Graça?

Quer saber, alguns degraus não vão tirar a minha segurança, eu vou descer!

Enquanto os homens lêem um grande Livro sentados na cadeira da comodidade, eu vou experimentar um pouco… desci um, desci dois, desci três.

Ah!!!! Oh que piscina maravilhosa, eu nunca tinha experimentado uma piscina com Graça, ela é quente, não é fria e nem morna, é quente!!!

Os homens adultos viram minha alegria e me repreenderam, eles afirmaram: Você não tem sabedoria e conhecimento para conseguir mergulhar e se dar bem, nem nós ousamos entrar aí, saia já!

Porém, eu estou gostando tanto de experimentar essa Graça tão quente, que ouso descer só mais um degrau antes que me puxem.

Nessa animação de chegar com a Graça até ao pescoço eu soltei as mãos da minha segurança e pulei para o degrau mais abaixo. Então fui surpreendido, pois não existia mais degrau algum, meus pés perderam o alicerce, não encontro onde segurar os meus braços, eu não sei nadar em Graça, nem sabia que tinha treinamento ou aula para isso.

Estou começando a afogar, e agora me vem o desespero, eu perdi minha segurança, perdi o controle, a Graça está me levando para mais fundo e começo a submergir.

Eu não posso mais resistir, já existe Graça dentro dos meus pulmões, dos meus órgãos e de todo o meu corpo, e quando atinge a consciência da minha mente, é quando finalmente perco a razão, então me rendo a Graça e não desejo mais ser tirado dali.

Agora eu tenho um corpo morto, mas uma alma lavada de Graça. Ainda de olhos abertos eu vejo alguém andando acima da Graça, como se estivesse pairando sobre a  superfície, o que sinto neste momento nunca senti e sei que jamais sentirei.

Não me arrependo de ter arriscado! Se as pessoas soubessem o sentimento de estar lá no fundo da Graça, já teriam se lançado com suas vestes, sabedoria e razão.

Pr. Gleyson Martins

Escrito por Gleyson Martins
Gleyson Martins é formado em Administração e exerce o pastorado na Igreja Cristã Pentecostal em Brasília - DF.

Comentários: 6

Deixe um comentário