Igreja Cristã Pentecostal

Tag: dia

Dia da Missionária

Dia da Missionária

Missionária!
Um humilde e sincero coração foi deixado no altar! Ao ouvir o Chamado de Cristo, sem olhar para trás, uma jovem, senhora, mãe, esposa, abriu mão de sonhos e de joelhos, entregou-se. Pela fé decidiu viver, por amor resolveu salvar, como estrangeira caminha por ruas, praças e casas, de porta em porta oferece a cura da alma, o bálsamo da nação. São mulheres que se alistaram no exército de Deus, ousadas e abundantes na seara…Trazem o sorriso mesmo que em secreto as lágrimas molhem o travesseiro, levam o conforto e a esperança ainda que sua geladeira esteja vazia; Adotam como mães inúmeros filhos espirituais apesar de sua casa estar repleta de filhos consanguíneos! Mesmo atrás das cortinas seu toque é fundamental no espetáculo! Suas palavras são autoritárias para com os seres do mal, mas são doces como mel para com suas ovelhas; Não nasceram top models, nem almejam passarelas, mas influenciam gerações! Suas mãos saúdam com a graça do Senhor, seguram o microfone, ornamentam o altar, mas também preparam o alimento da família, limpam a casa, passam com carinho o paletó que será usado pelo esposo no culto que se aproxima. É em seus braços, cansados da labuta, que repousa o guerreiro pastor depois de mais um dia de batalha! Braços que abraçam quando se pensa em desistir do Ide! Diferentemente de muitas mulheres que subiram ao trono na história da humanidade, elas não se empenham em destruir povos, mas sim de preparar um povo que vai morar no céu. Não vivem para si mesmas, não ficam ao pé da cruz, mas a colocam em seus ombros e seguem pela via dolorosa até que um dia refuljam como as estrelas, sempre e eternamente!
Parabéns a você que decidiu ser mãe de nações.
Primeiro domingo de Setembro – Dia da Missionária (MPFA)
Texto: Danielle Alencar

Homenagem aos pastores.

Ser Pastor…

Ser pastor é amar, ainda que o seu amor não seja correspondido.

Ser pastor é visualizar o que ninguém consegue ver e acreditar que sonhos podem se tornar realidade.

Ser pastor é abraçar o menino, já pensando no obreiro de amanhã!

Ser pastor é conversar com os anciãos da igreja, mesmo que a história deles já tenha sido contada várias e várias vezes, e ter no olhar o respeito por aqueles que já trilharam há muitos anos o seu caminho.

Ser pastor é apresentar sua ovelhinha ao senhor, tenra e pequena, sob o olhar emocionado dos pais.

Ser pastor é se despedir de um irmão querido, ovelha que cuidou com tanto zelo, mas que foi chamado novamente pelo senhor, chorar por ele e dizer: até breve amigo…

Ser pastor é estar no casamento, falando à noiva de branco, trêmula e emocionada, e ao noivo ansioso que segura a mão da amada, que a vida é bela, mas trará desenganos.

Ser pastor é sorrir quando o coração está chorando, é abençoar quando na sua própria vida só existem provas, é tentar secar as lágrimas da mãe desesperada que sofre com os filhos, ou aconselhar a esposa desiludida com o marido.

Ser pastor é ser cumprimentado na rua e ao mesmo tempo ver alguém disfarçando para não cruzar o olhar com o seu.

Ser pastor não é o título, é o homem que se torna, a palavra que se vive todos os dias, as dificuldades que são superadas e os testemunhos que vão se formando.

Ser pastor é ser simples, tendo os olhos sempre fitos no campo: afinal, as ovelhas estão sempre em movimento.

Que Deus abençoe cada pastor, obreiro e missionário do MPFA, hoje e sempre! Amém.

Fonte: Púlpito Cristão

Israelenses relembram as vítimas do holocausto com cerimônias e atos públicos.

A população israelense rememorou durante esta quinta-feira (19) o Dia do Holocausto lembrando dos 6 milhões de judeus que foram mortos por nazistas durante a Segunda Guerra Mundial.

Ao longo do dia, uma série de atos foi realizada nas instituições públicas para marcar uma das datas mais solenes do calendário judeu. Às 10h da manhã (horário local) uma potente sirene tocou sendo ouvida em todas as cidades do país. Com o aviso sonoro, todos prestaram uma homenagem em sinal de respeito, os motoristas saíram de seus carros e junto com os pedestres lembram dessa data de luto.

O Dia do Holocausto serve tanto para comemorar a criação do Estado judeu, como para lembrar que o povo não foi aniquilado como desejavam os nazistas que iniciaram a perseguição na Alemanha tirando os direitos civis dos judeus que lá viviam e completando o genocídio nos campos de concentração.

“Nossos inimigos tentaram enterrar o futuro judeu, mas acabamos renascendo na terra de nossos antepassados. Aqui, construímos nossa base e um novo começo de liberdade e esperança”, disse o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu em evento realizado na noite de quarta-feira no Museu do Holocausto.

Nesta manhã outro evento aconteceu no Museu que mantém viva a lembrança das 6 milhões de vítimas e a identidade da metade delas. Netanyahu aproveitou a oportunidade para citar as constantes ameaças de exterminar os judeus, partidas do presidente iraniano Mahmoud Ahmadinejad.

“Não falo do povo iraniano. Falo especificamente de Ahamdinejad. O fato do presidente do Irã ameaçar aniquilar o povo judeu e negar o Holocausto é, certamente, interpretado como uma ameaça”, disse.

Com informações Terra