Igreja Cristã Pentecostal

Tag: Vida Cristã

Descanse no Senhor!

Descanse no Senhor!

As pessoas estão cansadas e oprimidas e a origem disso pode ter diversos fatores“.

Cansaço é uma das palavras do momento. Da TV ao balcão do comércio – que voltou a atender presencialmente –, de especialistas em entrevistas à população na vida real, ouvimos as pessoas falando de seus medos, perdas e cansaço, que já existiam, mas, foram agravados com a pandemia em que estamos vivendo. E a pergunta é: como lidar com isso?

A teimosia do ser humano nem sempre lhe permite enxergar a melhor opção. Há pouco tempo, a internet, a TV e as livrarias estavam cheias de conteúdo ensinando como ser mais produtivo, influenciar pessoas, promover o engajamento e outras fórmulas para o sucesso. Então, veio o coronavírus e vimos – às vezes, com surpresa – a inutilidade da maior parte dessas ideias em um tempo de crises reais.

Mas, o homem não admitindo sua finitude, faz novas proposições. Desta vez, são receitas para lidar com o caos deixado pelo vírus. Dentre muitas, estão as filosofias humanistas para vencer o cansaço e o esgotamento mental. É um jeitinho da criatura dizer que é autossuficiente e, por isso, não precisa de Deus.

Caros, leitores e leitoras, precisamos pensar de maneira sábia ao buscar respostas para nossas necessidades e dilemas diários. Pois, somente assim, saciaremos nosso corpo com suas necessidades básicas, daremos à nossa alma o descanso verdadeiro e teremos esperança viva para nosso espírito, a saber, uma eternidade com Deus.

  1. Qual a origem do cansaço?

O cansaço físico também pode ser um problema, no entanto, sabemos que é só parar ou mesmo organizar a agenda e tudo se resolve. Aliás, é isso que está sendo vendido pelos especialistas midiáticos, certo? Porém, o problema não para aí. Há algo mais profundo acontecendo à humanidade. As pessoas estão cansadas e oprimidas. A origem disso pode ter diversos fatores, dentre eles, podemos destacar:

  • o acúmulo de problemas desta vida, que podem ser de ordem pessoal, familiar, profissional etc.
  • os pecados do próprio ser humano, que resultam em sentimento de culpa, de vergonha, ressentimentos e outros sentimentos opressores.
  • as perseguições por causa da própria fé em Jesus, que na hora de enfrentá-las, muitas vezes, falta apoio e sobram críticas.

Diante de tais situações, precisamos mergulhar mais fundo. Então, vamos ler Mateus 11.28-30:

Mateus 11.28 – Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei. 29 – Tomai sobre vós o meu jugo, e aprendei de mim, que sou manso e humilde de coração; e achareis descanso para a vossa alma. 30 – Porque o meu jugo é suave e o meu fardo é leve. (ARA)

O sentido de “cansados e sobrecarregados” deste texto no original é de alguém que carrega literalmente um peso como o faz os animais ou veículos que transportam cargas. Além disso, oprimidos aqui também tem o sentido figurado que pode indicar alguém que está sobrecarregado emocionalmente, afetado por algum tipo de cerimônia, constrangimento ou mesmo ansiedade espiritual. É alguém que se encontra na condição de ter que suportar um grande peso. E nesse sentido, a maioria de nós compreende bem, pois já nos sentimos assim pelo menos uma vez na vida.

  1. O que Jesus oferece ao cansado?

Jesus faz uma oferta generosa aos que se encontram nesse vale de sofrimento: vir a Ele para ser aliviado. As filosofias humanas são cuidados paliativos a quem está nessas condições. O humanismo, alivia superficialmente a dor, mas camufla o mal no interior, ou seja, o pecado e suas consequências. Mas, o Senhor Jesus Cristo, promete alívio, descanso e leveza para aqueles que se chegam a Ele.

  1. Como descansar no Senhor?

A solução para este problema inclui dois verbos de ação, o que significa atitude de nossa parte. Nós temos problemas e Jesus tem a solução. Mas, faz-se necessário uma atitude de nossa parte em resposta ao que Ele nos oferece. Então, vamos aos dois passos:

a) “Tomai sobre vós o meu julgo” – O verbo “tomar” aqui tem o sentido de levantar algo, pôr sobre si e levar a outro lugar. O senhor Jesus nos ensinou que devemos carregar a cruz. Aquele que o segue, de fato, tem responsabilidades e espera-se de tal pessoa um compromisso fiel. Para muitos, isto é o fardo que eles não querem nem tocar, mas é exatamente o primeiro passo para o alívio dos que estão sobrecarregados. Eu sei que parece um paradoxo, mas é tomando o jugo de Cristo que seremos aliviados de nossas cargas geradas pelo pecado, pelos cuidados desta vida e pelas perseguições à nossa fé. Precisamos recebê-Lo e segui-Lo.

b) O segundo passo para o alívio é prosseguir no processo – O Senhor nos chama a aprender com Ele. Isso pode ser um desafio ainda maior para alguns, no entanto, será também a causa de maior satisfação no final dessa jornada. As duas matérias que precisamos cursar aqui é a mansidão e a humildade e não preciso explicar que Jesus é o Mestre por excelência em ambas.

Dito isto, leitores, volto à pergunta inicial: como lidar com tudo isto? O convite de Jesus está aberto. Ele pode aliviar as mais insuportáveis aflições, dar descanso e paz à tua alma. Ele oferece também o seu Espírito Santo como guia para ajudar a enfrentar o pecado, as aflições desta vida e as perseguições à fé no Filho de Deus. Mateus 11.28 – Vinde a mim, todos os que estais cansados e sobrecarregados, e eu vos aliviarei.